Ir para conteúdo

Número de casos confirmados de dengue em Paranavaí já é quase 30 vezes maior que 2018

Até o dia 7 de dezembro, a Vigilância em Saúde e as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Paranavaí estarão intensificando ainda mais o trabalho de combate à dengue. As ações fazem parte da Campanha Nacional de Conscientização contra a Dengue.

“Um dos principais motivos para intensificarmos as ações de combate à dengue é que nos últimos dias estamos registrando um aumento rápido no número de casos confirmados da doença em Paranavaí. Para se ter uma ideia, em todo o ano de 2018 tivemos 39 casos positivos de dengue na cidade. Este ano, do dia 1º de janeiro até o dia 26 de novembro, já temos 1.086 casos confirmados, quase 30 vezes mais que os números do ano passado. É uma situação preocupante, já que estamos enfrentando períodos de chuvas seguidas de intenso calor, o que colabora muito para a eclosão dos ovos e a proliferação do mosquito”, explica a diretora da Vigilância em Saúde, Keila Stelato.

Em 2018, a Vigilância notificou 642 casos suspeitos de dengue em Paranavaí. Este ano, até o dia 26 de novembro, já foram 3.038 notificações. “A população precisa ter em mente que nós estamos em epidemia desde o final de maio. Depois, tivemos um período de dormência da proliferação do mosquito por conta das baixas temperaturas do inverno. Mas agora, ainda nem estamos no verão e já experimentamos temperaturas altíssimas todos os dias. Se a comunidade não colaborar, verificando os quintais e eliminando os recipientes que possam acumular água parada, vamos começar o ano de 2020 já com um número alto de casos notificados e positivados. Dengue não é brincadeira; não é algo que dá pra cuidar uma semana e depois deixar de lado. Ainda não tivemos nenhum caso de óbito este ano, mas a dengue pode matar, e não queremos repetir aquela situação crítica que tivemos na última epidemia em Paranavaí”, reforçou Keila.

Adote essa ideia – O ciclo de vida do mosquito Aedes aegypti, do ovo até a fase adulta, leva de 7 a 10 dias. Mas se a verificação e eliminação dos criadouros forem realizadas uma vez por semana, é possível interromper o ciclo. 

Por isso, adote essa ideia: pelo menos uma vez por semana, dedique 10 minutos contra o mosquito fazendo a verificação e eliminação de possíveis larvas. Mantenha as caixas d’água, toneis, galões, poços e barris vedados; limpe as calhas; mantenhas os pneus sem água e locais cobertos; limpe sempre os ralos e os bloqueie com telas; mantenha as bandejas de ar-condicionado e de geladeiras sempre limpas e sem água; encha os pratos de vasos de planta com areia até a borda; evite o acúmulo de água em bromélias e outras plantas; certifique-se de que os vasos sanitários sem uso fiquem sempre fechados; deixe sempre os baldes virados com a boca para baixo; mantenhas lonas de cobertura bem esticadas para não formar poças; e faça sempre o tratamento correto de piscinas e fontes de água.

FONTE SECOM/PMPVAI

Categorias

PARANAVAÍ, SAÚDE

lanofusco Ver tudo

Nasci em Nova Esperança-Pr. no dia 12/10/57, Meu primeiro diploma foi de datilografia com 12 anos de idade o que me possibilitou trabalhar em Cartório de Registro Civil, e escritório de contabilidade após terminar o segundo grau onde fiz curso de técnico em contabilidade. Com 17 anos, após uma concorrida seletiva, iniciei como locutor na Rádio Sociedade de Nova Esperança. Aos 20 anos trabalhei na Televisão Cultura de Maringá, logo em seguida passei no concurso do Banco do Brasil onde fiquei por sete anos e voltei aos meios de comunicação trabalhando em várias emissoras de Paranavaí, em Nova Londrina, Maringá e Curitiba. Agora, resolvi fazer esse site com intuito de ser mais participativo nas informações de interesse de todos brasileiros e brasileiras. Diante de tantos nomes e meios de comunicação existentes, não foi fácil decidir o nome para o site, tive que viajar com o pensamento no futuro e imaginar uma pessoa perguntando a outra: onde você viu essa notícia? e a resposta será Lá no Fusco. Espero que gostem desse meu novo trabalho. Conto com seus acessos, dicas e sugestões. Abraços do sempre amigo Edson Fusco

Deixe seu comentário

%d blogueiros gostam disto: