Ir para conteúdo
Anúncios

Grupo investigado por reutilizar e revender materiais cirúrgicos faturava até R$ 3 mil por procedimento

Materiais reaproveitados de cirurgias foram apreendidas durante operação — Foto: Juliane Guzzoni/RPC

Cinco pessoas foram presas em Maringá, Mandaguaçu e Sarandi durante operação nesta terça-feira (24). Delegado não descarta a participação de médicos no esquema.

Por G1 PR

Cinco pessoas foram presas em Maringá, Mandaguaçu e Sarandi, no norte do Paraná, suspeitas de reaproveitarem materiais cirúrgicos, nesta terça-feira (24). Segundo as investigações, o grupo ganhava até R$ 3 mil por procedimento.

De acordo com a Polícia Civil, foram cumpridos três mandados de prisão preventiva, dois mandados de prisão temporária e sete ordens de busca e apreensão.

O delegado André Gustavo Feltes diz que os investigados eram funcionários de empresas que vendiam regularmente os produtos ou pessoas ligadas ao grupo. Os materiais que deveriam ser descartados depois de cirurgias urológicas eram esterilizados e usados novamente em outros procedimentos.

De acordo com a polícia, a empresa para qual estes suspeitos trabalhavam não tinha conhecimento do esquema.

“Três integrantes principais eram empregados de empresas que trabalhavam regularmente no setor, eram encarregados de fornecer materiais para cirurgias. De alguma forma, eles desviavam os materiais que tinham sido utilizados na cirurgia, levavam para esterilizar e depois revendiam”, detalhou.

A polícia começou a investigar o caso após uma denúncia de que esse tipo de material foi utilizado em um hospital de Ponta Grossa. Foi identificado que o grupo tentou entrar com o material reprocessado na instituição.

As investigações identificaram que o grupo vendia materiais vencidos e as embalagens não continham código de rastreabilidade, descrição e eram utilizados em cirurgias particulares.

“Esses materiais só eram utilizados em cirurgias particulares. Os produtos não eram utilizados em cirurgias realizadas por planos de saúde porque o controle de lote e validade é mais rigoroso. Qual é o paciente que tem interesse em checar o material que foi utilizado. Uma falha que favorecia o golpe”, destacou o delegado.

As investigações continuam e a Polícia Civil não descarta a participação de algum médico no esquema.

“A reutilização de materiais cirúrgicos é proibida pela Anvisa, são materiais muito sensíveis e, mesmo esterilizados, algum micro-organismo pode permanecer”, finalizou o delegado.

A polícia informou que há indícios de atuação dos suspeitos em vários municípios do estado, como Campo Mourão, Cianorte, Pato Branco e Francisco Beltrão.

FONTE G1

Categorias

POLICIAL

Anúncios

lanofusco Ver tudo

Nasci em Nova Esperança-Pr. no dia 12/10/57, Meu primeiro diploma foi de datilografia com 12 anos de idade o que me possibilitou trabalhar em Cartório de Registro Civil, e escritório de contabilidade após terminar o segundo grau onde fiz curso de técnico em contabilidade. Com 17 anos, após uma concorrida seletiva, iniciei como locutor na Rádio Sociedade de Nova Esperança. Aos 20 anos trabalhei na Televisão Cultura de Maringá, logo em seguida passei no concurso do Banco do Brasil onde fiquei por sete anos e voltei aos meios de comunicação trabalhando em várias emissoras de Paranavaí, em Nova Londrina, Maringá e Curitiba. Agora, resolvi fazer esse site com intuito de ser mais participativo nas informações de interesse de todos brasileiros e brasileiras. Diante de tantos nomes e meios de comunicação existentes, não foi fácil decidir o nome para o site, tive que viajar com o pensamento no futuro e imaginar uma pessoa perguntando a outra: onde você viu essa notícia? e a resposta será Lá no Fusco. Espero que gostem desse meu novo trabalho. Conto com seus acessos, dicas e sugestões. Abraços do sempre amigo Edson Fusco

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: