Ir para conteúdo
Anúncios

PARANAVAÍ – Mais de 800 crianças participam do projeto Folclore: Cultura Brasileira na Escola

Mais de 800 alunos da Educação Infantil que estudam nos CMEIs (Centros de Educação Infantil), creches conveniadas e escolas municipais, estão participando das apresentações do Projeto “Folclore: Cultura Brasileira na Escola”. Crianças de 0 a 5 anos esbanjam talento no palco do salão da Casa da Criança, mostrando aos pais tudo que aprenderam nas aulas através de danças, música, poesia, teatro, imitações e brincadeiras de roda. As apresentações estão acontecendo nesta quarta e quinta-feira (28 e 29 de agosto).

O projeto é coordenado pelas supervisoras pedagógicas da Educação Infantil, Mary Gislaine Gabriel da Cruz e Bruna Kathyusca Santana. “A ideia do projeto é resgatar a cultura e a tradição brasileira, mostrando para as crianças um pouco dos nossos costumes e tradições, despertando a curiosidade e gosto pelos fatos, as fontes históricas, as lendas, os jogos, parlendas, cantigas, trava línguas, ditos, provérbios, brincadeiras, danças e festividades que fazem parte do folclore brasileiro. Através de tudo isso, as crianças têm contato direto com diferentes formas de manifestações artísticas e culturais e conseguem desenvolver muito mais a linguagem oral”, explicaram as supervisoras.

Deste o início do segundo semestre, 76 professores de 37 turmas da Educação Infantil, com alunos da faixa etária de 0 a 5 anos, trabalharam o tema em sala de aula. As crianças aprenderam cantigas, provérbios, ditos populares, frases de para-choque de caminhão, artesanato, parlendas, trava-línguas, comidas e remédios caseiros, crendices e superstições, literatura, poesias e outros elementos do folclore brasileiro. O projeto termina esta semana, com as apresentações de uma turma de cada instituição de ensino.

“Este projeto tem a intenção de trazer às crianças reflexões sobre o dia-a-dia delas, incentivando as brincadeiras tradicionais. Se não tomarmos cuidados, nós teremos as crianças apenas nos celulares, iPads, computadores, esquecendo de brincar, dos jogos simples, das cantigas de roda, que também socializam, desenvolvem o psicomotor e incentivam a leitura. Hoje vamos as crianças participando caracterizadas, dispostas, e com uma alegria contagiante. Isso é muito especial”, avaliou a secretária de Educação, Adélia Paixão.

Anúncios

lanofusco Ver tudo

Nasci em Nova Esperança-Pr. no dia 12/10/57, Meu primeiro diploma foi de datilografia com 12 anos de idade o que me possibilitou trabalhar em Cartório de Registro Civil, e escritório de contabilidade após terminar o segundo grau onde fiz curso de técnico em contabilidade. Com 17 anos, após uma concorrida seletiva, iniciei como locutor na Rádio Sociedade de Nova Esperança. Aos 20 anos trabalhei na Televisão Cultura de Maringá, logo em seguida passei no concurso do Banco do Brasil onde fiquei por sete anos e voltei aos meios de comunicação trabalhando em várias emissoras de Paranavaí, em Nova Londrina, Maringá e Curitiba. Agora, resolvi fazer esse site com intuito de ser mais participativo nas informações de interesse de todos brasileiros e brasileiras. Diante de tantos nomes e meios de comunicação existentes, não foi fácil decidir o nome para o site, tive que viajar com o pensamento no futuro e imaginar uma pessoa perguntando a outra: onde você viu essa notícia? e a resposta será Lá no Fusco. Espero que gostem desse meu novo trabalho. Conto com seus acessos, dicas e sugestões. Abraços do sempre amigo Edson Fusco

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: