Anúncios
Ir para conteúdo

Polícia prende quatro suspeitos de furtar equipamentos do Hospital Universitário de Londrina

ADROES DO HU LONDRINA
Quatro suspeitos foram presos em Ubiratã, no centro-oeste do Paraná — Foto: Divulgação/PRF

Quatro suspeitos de furtar equipamentos de endoscopia do Hospital Universitário de Londrina, no norte do Paraná, foram presos nesta quinta-feira (18) pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Ubiratã, na região centro-oeste do estado.

Oito equipamentos de endoscopia e 18 válvulas foram furtadas na noite de quarta-feira (17). O prejuízo estimado do hospital é de cerca de R$ 1 milhão.

De acordo com a PRF, os quatro suspeitos viajavam em um carro pela BR-369 e foram parados pelos agentes em um posto policial da PRF no km 446 da rodovia.

Dentro do carro estavam dois homens colombianos e duas mulheres, uma brasileira e outra colombiana.

Os agentes da PRF consultaram a Polícia Civil, que identificou os quatro como suspeitos do furto ao hospital com base em relatos dos funcionários do hospital e imagens das câmeras de monitoramento.

Segundo a superintendente do Hospital Universitário de Londrina, Vivian Feijó, 18 válvulas foram recuperadas, mas os oito aparelhos de endoscopia furtados ainda não foram localizados.

Mesmo sem os equipamentos, exames que estavam previstos para serem realizados não foram desmarcados. Dois aparelhos que eram utilizados no Hospital de Clínicas e um do Hospital da Zona Sul foram emprestados ao Hospital Universitário ainda na quinta-feira (18). Um aparelho que faz exames de colonoscopia também foi emprestado pelo Hospital da Zona Norte.

“O complexo de saúde de Londrina se mobilizou para ajudar o Hospital Universitário. Um médico do nosso corpo técnico também nos emprestou mais dois aparelhos de endoscopia para que possamos atender adequadamente os pacientes. Temos esperança que a polícia vai recuperar os aparelhos”, disse Vivian Feijó.

Furto

A porta da sala onde os aparelhos ficavam foi arrombada por volta das 19h40 de quarta-feira (17), quarenta minutos depois da sala de endoscopia ser fechada.

No dia seguinte, uma servidora chegou para trabalhar, percebeu o arrombamento e não encontrou os equipamentos no armário.

O hospital atende de 3,5 mil a 5 mil pessoas por dia.

FONTE G1

Categorias

POLICIAL

Anúncios

Deixe seu comentário em nosso blog

Entre no nosso grupo
%d blogueiros gostam disto: