Ir para conteúdo
Anúncios

Servidores passam a noite na Assembleia Legislativa do Paraná

SERVIDORES NA ALEP
Servidores públicos estaduais ocupam Assembleia Legislativa do Paraná

Cerca de 400 servidores passaram a noite de terça-feira (9) na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), em Curitiba, de acordo com o Fórum das Entidades Sindicais (FES). No início da manhã desta quarta-feira (10), eles continuavam “acampados” no local.

Parte dos servidores está com as atividades paralisadas desde 25 de junho. A categoria reivindica o pagamento de 4,94% referente à inflação dos últimos 12 meses e negociação dos atrasados.

Em frente à Casa, há barracas com mais servidores. Eles improvisaram um café da manhã ali. Os servidores que dormiram na Alep pretendem acompanhar a sessão plenária marcada para começar às 10h.

Parte dos servidores está em greve; cerca de 400 passaram a noite na Alep — Foto: APP Sindicato/Divulgação
Parte dos servidores está em greve; cerca de 400 passaram a noite na Alep — Foto: APP Sindicato/Divulgação

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

ATELIE PARA MEIO DAS NOTICIAS TOTAL LARGURA


Sessão interrompida

Na tarde de terça, os servidores estaduais em greve protestaram na Alep. Eles lotaram as galerias, gritaram palavras de ordem e chegaram a interromper a sessão ordinária por cerca de cinco minutos. Assista ao vídeo abaixo.

Quatrocentos servidores estavam credenciados para acompanhar a sessão. Outro grupo ocupou corredores de acesso ao Plenário. Os servidores pediram o cumprimento da data-base e a saída do secretário de Educação, Renato Feder.

Os funcionários públicos permaneceram no prédio mesmo após o fim da sessão, que não tratou de nenhum projeto relacionado ao reajuste dos servidores. Eles aguardavam o resultado de uma reunião com o governo – com a participação de deputados.

Na segunda-feira (8), o presidente da Alep, deputado Ademar Traiano (PSDB), afirmou que a proposta do governo, de 5,09% em quatro etapas até 2022, será discutida somente após o recesso parlamentar, em agosto.

De acordo com o FES, cerca de 400 servidores passaram a noite na Alep — Foto: APP Sindicato/Divulgação
De acordo com o FES, cerca de 400 servidores passaram a noite na Alep — Foto: APP Sindicato/Divulgação

O que dizem as partes

Confira o que as partes envolvidas disseram, ainda na terça-feira, por meio de notas:

O FES lamentou que o governo não tenha apresentado “uma proposta coerente de reposição da inflação aos servidores estaduais, que estão com salários congelados há mais de três anos”.

“Esperamos que o governador Ratinho Junior se sensibilize com a pauta da categoria e se disponha a dialogar com os representantes dos servidores públicos afim de encontrar uma saída para a greve que já dura mais de duas semanas”, informou o comunicado.

Servidores dormiram na Alep — Foto: APP Sindicato/Divulgação
Servidores dormiram na Alep — Foto: APP Sindicato/Divulgação

Já a Alep informou que a sessão transcorreu conforme o previsto e que os projetos da ordem do dia foram votados “sem qualquer prejuízo”.

“Depois de encerrada a sessão, os manifestantes decidiram permanecer nas galerias para aguardar o resultado de uma reunião que acontece na sede de Poder Executivo para debater a reposição salarial dos servidores”, dizia a nota.

Governo do Paraná informou que mantém a proposta que vem sendo negociada com os servidores, resultado das reuniões dos últimos dias, de fazer uma antecipação de 2% em janeiro de 2020.

Há PMs no Plenário da Alep — Foto: Amanda Menezes/RPC
Há PMs no Plenário da Alep — Foto: Amanda Menezes/RPC

Servidores querem acompanhar a sessão plenária desta quarta-feira (10) — Foto: Amanda Menezes/RPC
Servidores querem acompanhar a sessão plenária desta quarta-feira (10) — Foto: Amanda Menezes/RPC

Servidores estaduais dormiram de terça (9) para quarta-feira (10) na Alep — Foto: APP Sindicato/Divulgação
Servidores estaduais dormiram de terça (9) para quarta-feira (10) na Alep — Foto: APP Sindicato/Divulgação

FONTE G1
Anúncios

lanofusco Ver tudo

Nasci em Nova Esperança-Pr. no dia 12/10/57, Meu primeiro diploma foi de datilografia com 12 anos de idade o que me possibilitou trabalhar em Cartório de Registro Civil, e escritório de contabilidade após terminar o segundo grau onde fiz curso de técnico em contabilidade. Com 17 anos, após uma concorrida seletiva, iniciei como locutor na Rádio Sociedade de Nova Esperança. Aos 20 anos trabalhei na Televisão Cultura de Maringá, logo em seguida passei no concurso do Banco do Brasil onde fiquei por sete anos e voltei aos meios de comunicação trabalhando em várias emissoras de Paranavaí, em Nova Londrina, Maringá e Curitiba. Agora, resolvi fazer esse site com intuito de ser mais participativo nas informações de interesse de todos brasileiros e brasileiras. Diante de tantos nomes e meios de comunicação existentes, não foi fácil decidir o nome para o site, tive que viajar com o pensamento no futuro e imaginar uma pessoa perguntando a outra: onde você viu essa notícia? e a resposta será Lá no Fusco. Espero que gostem desse meu novo trabalho. Conto com seus acessos, dicas e sugestões. Abraços do sempre amigo Edson Fusco

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: