Ir para conteúdo
Anúncios

Chuva causa mortes, deslizamentos, quedas de árvores e bolsões d’água; Rio segue em estágio de crise

Três pessoas morreram e duas pessoas estão desaparecidas. Avenida Niemeyer está interditada e bloqueio deve durar o dia todo.

Bombeiros cortam árvore para tentar retirar ônibus atingido na Avenida Niemeyer, no Rio — Foto: Alba Valéria Mendonça/G1
Bombeiros cortam árvore para tentar retirar ônibus atingido na Avenida Niemeyer, no Rio —Foto: Alba Valéria Mendonça/G1

Três pessoas morreram e duas estão desaparecidas depois da tempestade da noite da quarta-feira (6) no Grande Rio. A forte chuva acompanhada de ventania causou apagões, derrubou árvores, alagou vias e fechou a Avenida Niemeyer, onde um trecho da ciclovia desabou.

Um ônibus está soterrado na Av. Niemeyer, e há a suspeita de que dois passageiros estejam feridos dentro. O motorista do ônibus conseguiu sair do veículo e teve escoriações. Houve quedas de barreira em vários pontos – a ciclovia caiu perto de São Conrado, e o ônibus foi atingido quase no extremo oposto.

O prefeito Marcelo Crivella confirmou que a situação mais crítica é na Niemeyer. “Vai demorar mais de um dia inteiro para normalizar”, disse.

Trecho da Ciclovia Tim Maia desabou na Avenida Niemeyer — Foto: Nathalia Castro/TV Globo

Trecho da Ciclovia Tim Maia desabou na Avenida Niemeyer — Foto: Nathalia Castro/TV Globo

Resumo

  • tormenta começou por volta das 20h30, quando o Rio entrou em estágio de atenção;
  • Às 22h15, passou-se para o estágio de crise;
  • Três mortesduas em Barra de Guaratiba e uma na Rocinha;
  • Há suspeita de que duas pessoas estão desaparecidas na Avenida Niemeyer. Na avenida, um novo trecho da ciclovia desabou com deslizamento de terra. A via está interditada;
  • Às 3h, eram 64 árvores caídas; algumas derrubaram a fiação e causaram apagões;
  • Registraram-se rajadas de 110 km/h no Forte de Copacabana, o que caracteriza tempestade violenta;
  • Chove fraco nesta manhã, e há pontos de alagamento na Barra e na Zona Sul.
  • Crivella decretou luto oficial de três dias pelas mortes.

  • Telefones úteis: 193 (Corpo de Bombeiros), 199 (Defesa Civil, que deve ser informada sobre riscos de desabamento)
    A Defesa Civil recomenda que os moradores se cadastrem no serviço gratuito de alertas via SMS. Basta enviar o CEP do imóvel para o número 40199, por mensagem de texto.
Queda de barreira na Niemeyer, perto do Sheraton, acertou dois ônibus — Foto: Ricardo Abreu/GloboNews
Queda de barreira na Niemeyer, perto do Sheraton, acertou dois ônibus — Foto: Ricardo Abreu/GloboNews

Tronco de árvore ficou distorcido no Humaitá — Foto: Marcos Serra Lima/G1
Tronco de árvore ficou distorcido no Humaitá — Foto: Marcos Serra Lima/G1

Um veleiro foi parar na areia na Praia do Arpoador com a tempestade no Rio — Foto: Fernanda Rouvenat/G1
Um veleiro foi parar na areia na Praia do Arpoador com a tempestade no Rio — Foto: Fernanda Rouvenat/G1
Ciclovia Tim Maia foi atingida por deslizamento de terra — Foto: Reprodução/TV Globo
Ciclovia Tim Maia foi atingida por deslizamento de terra — Foto: Reprodução/TV Globo

Mãe e filho morreram quando a casa da família desabou em Barra de Guaratiba, no fim da noite de quarta (6). Isabel Martins da Paes, 56, e Mauro Ribeiro da Paes, 32, foram soterrados quando a lama desceu pela encosta onde o imóvel fica, na Estrada da Vendinha.

Aureo da Paes, marido de Isabel, e Arthur Ribeiro da Paes, irmão de Mauro, ficaram feridos.

Árvore caída puxou a fiação na Rua Viúva Lacerda, no Humaitá — Foto: Marcos Serra Lima/G1
Árvore caída puxou a fiação na Rua Viúva Lacerda, no Humaitá — Foto: Marcos Serra Lima/G1

Postes caídos na Chácara do Céu — Foto: Ricardo Abreu/GloboNews
Postes caídos na Chácara do Céu — Foto: Ricardo Abreu/GloboNews

FONTE: G1 – RIO DE JANEIRO

Categorias

Sem categoria

Anúncios

lanofusco Ver tudo

Nasci em Nova Esperança-Pr. no dia 12/10/57, Meu primeiro diploma foi de datilografia com 12 anos de idade o que me possibilitou trabalhar em Cartório de Registro Civil, e escritório de contabilidade após terminar o segundo grau onde fiz curso de técnico em contabilidade. Com 17 anos, após uma concorrida seletiva, iniciei como locutor na Rádio Sociedade de Nova Esperança. Aos 20 anos trabalhei na Televisão Cultura de Maringá, logo em seguida passei no concurso do Banco do Brasil onde fiquei por sete anos e voltei aos meios de comunicação trabalhando em várias emissoras de Paranavaí, em Nova Londrina, Maringá e Curitiba. Agora, resolvi fazer esse site com intuito de ser mais participativo nas informações de interesse de todos brasileiros e brasileiras. Diante de tantos nomes e meios de comunicação existentes, não foi fácil decidir o nome para o site, tive que viajar com o pensamento no futuro e imaginar uma pessoa perguntando a outra: onde você viu essa notícia? e a resposta será Lá no Fusco. Espero que gostem desse meu novo trabalho. Conto com seus acessos, dicas e sugestões. Abraços do sempre amigo Edson Fusco

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: